Bem-Vindo(a) Visitante
Conectar com Facebook
Registrar!   Login
Idioma: Português - BR English
Bem-Vindo(a) Visitante
Conectar com Facebook
Registrar!   Login
Idioma: Português - BR English

Tartarugas Marinhas - Ilha Grande - Angra dos Reis - RJ

Atualizada 16/12/2015
A Ilha Grande é famosa por abrigar tartarugas marinhas em sua costa e nas ilhas adjacêntes.

Dóceis e simpáticas, as tartarugas marinhas dão um espetáculo à parte nas águas da Costa Verde. A Ilha Grande é famosa por abrigar tartarugas marinhas, por isso é conhecida como a "ilha das tartarugas". Um espetáculo da natureza...

A tartaruga da espécie Chelonia mydas, também conhecida como Tartaruga Verde ou Aruanã (tartaruga marinha em tupi), é encontrada por toda a costa da Ilha Grande, principalmente nas enseadas do Abraão, Araçatiba, Sítio forte, Bananal e na Ilha de Jorge Grego.

As tartarugas verdes habitam ilhas ou baías, onde estão protegidas, sendo raramente avistadas em alto-mar. São animais tranquilos e inteligentes, podendo chegar perto dos mergulhadores ou na superfície da água para se alimentarem de algas ou restos de peixes que lhe são oferecidos. Nesse instante, é possível um afago carinhoso em seu casco.

As tartarugas marinhas são répteis existentes há mais de 180 milhões de anos. Sua origem foi na terra e, na sua aventura para o mar, evoluíram bastante. Diferenciando-se de outros répteis, as tartarugas marinhas evoluíram diminuindo o número de vértebras e as que sobraram se fundiram às costelas, formando uma carapaça resistente e leve, que possui função de proteção contra predadores aumentando a hidrodinâmica. As Aruanãs são herbívoras, podendo se alimentar também de crustáceos, peixes, camarões, lulas, caramujos, esponjas e algas.

Perderam os dentes, ganharam uma espécie de bico e suas patas se transformaram em nadadeiras. Respiram por pulmões, mas podem permanecer algumas horas embaixo d'água. Para isso o organismo funciona lentamente e o coração bate devagar, num fenômeno chamado de bradicardia, em que o fornecimento de oxigênio é auxiliado por um tipo de respiração acessória, feita pela faringe e cloaca.

A tartaruga verde possui este nome devido à cor do casco, que pode variar do verde para o marrom. Podem medir 2 m de comprimento e chegar a pesar até 600 kg, vivem em águas tropicais e possuem os sentidos da visão, do olfato e da audição bem desenvolvidos, além de terem um senso de orientação fantástico, tanto que, as fêmeas viajam longas distâncias para desovarem na mesma praia onde nasceram, anos depois.

O acasalamento, entre machos e fêmeas, ocorre no mar. A reprodução no litoral brasileiro acontece entre os meses de setembro a fevereiro e entre dezembro e maio nas ilhas oceânicas. Uma fêmea pode realizar de três a cinco desovas por temporada, com intervalos médios de 10 a 15 dias, cada uma com cerca de 120 ovos, em média. Os filhotes nascem cerca de 50 dias após a postura dos ovos, incubadas pelo calor do sol. A luta pela sobrevivência da espécie impressiona e comove. Estima-se que, de cada mil tartarugas nascidas, apenas uma ou duas chegarão à idade adulta.

A tartaruga verde ou Aruanã tem ampla distribuição mundial e, no Brasil, ocorre em todo o litoral, porém desovando apenas nas ilhas oceânicas do Atol das Rocas (Rio Grande do Norte), Fernando de Noronha (Pernambuco) e Trindade (Espírito Santo).

© Copyright – Todos os Direitos Reservados

Fotos das Tartarugas Marinhas

Veja as melhores fotos das tartarugas na Ilha Grande.

Deixe seu comentário

O que você achou da página, pousada, estabelecimento ou local? Conte sua experiência para nós e para os demais internautas!

Max. 250